sábado, 13 de agosto de 2011

Jantares de família

Uma das razões para não gostar de jantares de família ou de qualquer outra espécie de reunião entre tios e pais e amigos destes últimos é porque me perguntam sempre pela escola/faculdade, ao que eu respondo, sorrindo e dizendo que está tudo bem, e por namoradas. As quais nunca tive e nem estou minimamente interessado, diga-se de passagem.
O de hoje não foi excepção, durante o jantar enquanto os meus tios me perguntavam se eu não falava francês, (o que não falo, mas consigo ler perfeitamente) o meu tio lá escreveu uma palavra em francês e pediu para eu a pronunciar, e eu lá pronunciei gateux. Ele disse que eu a pronunciava correctamente, que o problema devia ser vergonha de falar, e eu lá acedi, que sim, deveria ser. E então ele diz:
"Tens de arranjar uma francesa!"
E o que é que eu respondo a olhar para o prato?
"Sim... Por exemplo".
E pronto, agora vou voltar à mesa onde os tios e amigos lá estão a falar francês com os meus pais e eu vou continuar a olhar para o ar e a sorrir.
(Que jantares tão animados, é que depois não há ninguém da minha idade para falar, nem que fosse em inglês, língua que domino facilmente.)

6 comentários:

  1. lool esses jantares assim parecem-me uma seca...

    ResponderEliminar
  2. E são, pelo menos para mim, já os meus pais divertem-se imenso.

    ResponderEliminar
  3. Havias de jantar comigo... ias-te divertir =p

    ResponderEliminar
  4. Haha, tanta modéstia xD
    Desde que não falasses francês, tu é que te ias divertir comigo
    ;P

    ResponderEliminar
  5. O sentimento aqui é igual: essas perguntinhas mesquinhas em jantares familiares bem que se dispensavam. Sobretudo quando antecipam uma resposta que não se quer dar e se diminui o valor das pessoas com base nela...

    O que me vale é que já acabei com esse tipo de comentários... my own way! xD

    ResponderEliminar
  6. O que é que fizes-te? If I can ask..

    ResponderEliminar