segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Comunicado(s)

Estou sem net. 
Já regressei a Lisboa e estou sem net em casa, porque a responsabilidade das pessoas deixa muito a desejar e, infelizmente, parece que passo a minha vida a lidar com gente atrasada. Mas, em compensação, sinto-me orgulhoso de mim mesmo. Entre várias situações: 
Vim para Lisboa, depois de acompanhar a minha mãe ao médico (felizmente a situação dela em termos de saúde parece estar a resolver-se de uma óptima forma), porque fui trabalhar para um congresso e apercebi-me que tenho uma capacidade fantástica que herdei da minha mãe: a ética no trabalho. Bolas, modéstia à parte (porque há alturas em que não o podemos ser) e eu sou uma das pessoas mais modestas que conheço (embora agora não o vá parecer), eu trabalhei mesmo! Fiz o que me competia e ainda mais, organizei tudo para facilitar as coisas aos outros trabalhadores e nunca coloquei as minhas vontades à frente do que era suposto fazer, mesmo não me sendo pedido. Portanto, estou orgulhoso de mim. O que me leva a pensar que, se calhar, em vez de estar a gastar dinheiro em mestrados e continuar a estudar eu podia aproveitar esta minha capacidade e tornar-me ou organizador de eventos (à mariquita séria), um assistente pessoal ou administrativo... Se alguém precisar de uma mariquita esforçada, já sabe. É que sou mesmo bom. 
Infelizmente, parece que quem é como eu e trabalha imenso e é honesto (mesmo boa pessoa e fazendo tudo pelas regras) acaba por não conseguir chegar a grande lado. Infelizmente, também, e na minha área de estudos (e é tão grave perceber isto na minha área e ainda mais triste): é tudo um grande tacho para os mesmos de sempre e só entra no meio quem tem padrinhos. Perceber isto custa, que eu sou uma mariquita da aldeia, pobre mas honesta. 
Quando voltar a ter net volto às coisas de sempre aqui no blog. Façam figas para que seja ainda esta semana. 

7 comentários:

  1. Boa sorte com tudo! :)

    http://the3rdfrom96.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Vais ver que o trabalho compensa!
    Ainda vais ter um emprego que te preencha e um homem que te preencha mais ainda. Literalmente ;)
    Abraços do Algarve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hope so :)
      Hahahaha acho que nem preciso assim de muito preenchimento. A ver se o encontro, ou se ele me encontra a mim.

      Obrigado, abração

      Eliminar
  3. Olha, uma vez tentaram meter-me uma cunha para um emprego. Correu mal e não fiquei. E hoje digo: ainda bem, que não fiquei. Não sei como iria ficar a sentir-me por estar a dever alguma coisa a alguém. Hoje tenho um emprego idêntico àquele e não o devo a ninguém. Consegui-o por mim próprio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu acho é que assim é que deve ser. Eu fujo das cunhas, também não me agrada nada a ideia.
      E estás de parabéns.
      A ver se tenho essa sorte também :) MAs por vezes é cansativo ser santo em terra de pecadores e querer fazer tudo "bem feitinho"...

      Eliminar
  4. Espero que HOJE as coisas estejam melhores e esteja tudo a correr bem :)

    ResponderEliminar