sexta-feira, 23 de maio de 2014

Por pensamentos e palavras

No outro dia, no bairro, comentei em voz  alta que aquele moço tinha ar de quem nos levantava as coxas contra a parede...
Ontem, passei três horas no autocarro ao lado de um moço giro, giro, giro (e que devia ser hetero, o coitado) e que quando adormeceu colocou a mão na zona genital (na dele, para ser claro). Ocorreram-me uns pensamentos...
E hoje, nas compras, andava por lá um moço giro e com um rabo que "valha-me deus". Pensamentos me ocorreram...

 image

Amanhã, a minha mãe pretende que toda a família se vá confessar. Será que deva dizer isto ao senhor padre? Já estou a imaginar.

34 comentários:

  1. Acho que é melhor arranjares um namorado... É capaz de te acabar com esse encontro constante de homens giros... LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E porque é que não posso arranjar um namorado e continuar a ver uma data de homens giros?

      Eliminar
    2. Iras continuar a vê los. Contudo, teras as hormonas mais calmas xD

      Eliminar
    3. Hummm... compreendo a tua resposta xD

      Eliminar
  2. A das "coxas contra a parede", disseste e repetiste, mas da próxima tens que dizer mais alto para ele ouvir XD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, o que é bom é para se repetir. Ah, não tinha assim tanto interesse em que ele ouvisse xD

      Eliminar
    2. Quem sabe ele ficava interessado também :p

      Eliminar
  3. eu ontem tive que ir comprar pão e vi alguns pãezinhos a caminho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha alimento para a vista e para a barriga xD

      Eliminar
  4. olha que de joelhos em frente ao padre, podem-te ocorrer pensamentos ainda mais pecaminosos, ou quem sabe atos, se fores muito ousado haha

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. Hmmm... Disse que eu não parecia ter a idade que tenho. xD
      Obviamente não lhe falei dos rabões que vi...

      Eliminar
    2. Opah! Então mas tiveste alguma penitência pelos teus pecados? lololXD

      Eliminar
    3. Tive, claro. Tem-se sempre xD

      Eliminar
  6. Meu irmão, andas cá com umas tentações. Sai satanás :P Adoro essas tentações eheheh

    ResponderEliminar
  7. Continuo a dizer que falta por aqui muita coisa LOLOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E os motivos que tu usas para ficares de joelhos o máximo de tempo possível leva-me a fantasiar um padre todo jeitoso LOLOL

      Eliminar
    2. O.o Oi? que motivos é que eu uso para ficar de joelhos?
      E o senhor padre não era nada jeitoso.

      Eliminar
    3. 1. "aquele moço tinha ar de quem nos levantava as coxas contra a parede..."

      2. "moço giro, giro, giro (e que devia ser hetero, o coitado) e que quando adormeceu colocou a mão na zona genital (na dele, para ser claro). Ocorreram-me uns pensamentos..."

      3. "moço giro e com um rabo que "valha-me deus". Pensamentos me ocorreram..."

      Estes são os pecados e depois rematas com: "Será que deva dizer isto ao senhor padre?"


      No meu tempo confessava-se de joelhos... hoje em dia não sei até porque me deixei disso LOLOLOLOL

      Eliminar
    4. Repara que eu não sabia que me ia confessar. Os motivos surgiram-me, não tive culpa. E não disse isso ao senhor padre, havia de ser lindo.
      Continuam as confissões a serem feitas de joelhos.
      Mas quando eu me quer meter de joelhos ponho, não preciso de arranjar desculpas... :P

      Eliminar
    5. lllllllllllllllooooooooooooollllllllllllllllllllllllllllll

      Eliminar
  8. Que cena... sinto exactamente o mesmo nos últimos dias... Só aparecem gajas claramente herero a assaltar-me o pensamento! É angustiante :-\

    ResponderEliminar
  9. Que cena... sinto exactamente o mesmo nos últimos dias... Só aparecem gajas claramente herero a assaltar-me o pensamento! É angustiante :-\

    ResponderEliminar
  10. Que cena... Nos últimos dias tenho passado exactamente o mesmo, só aparecem Gajos claramente herero a baralhar-me o cérebro todo... É angustiante :-\

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já me estavas a assustar...
      É angustiante sim, ver sem tocar não é para mim...

      Eliminar