sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Uma Outra Face - A Passivona (reflexiva)

Este blog anda uma passivona.
Sinto que lhe falta um toque de je ne sais quoi que já teve algures e perdeu.
Este blog nasceu da necessidade de partilhar a minha face gay. Sou de uma aldeia, aceitei a minha orientação sexual muito facilmente e, tarde, partilhei com alguém ao vivo. E só contei por ter namorado na altura. Estava em Lisboa e não queria ter de arranjar uma desculpa sempre que saia de casa. A minha amiga de infância ficou então a saber, ainda que eu soubesse que não é a melhor pessoa para partilhar este, que ainda é, um "segredo".
Entre esta aceitação e o período de ter alguém com quem partilhar as minhas histórias, esta minha face, nasceu este blog. Resultado também da REA, de leituras que fiz a vários blogs de autores homossexuais e que partilhavam as suas histórias de felicidade, companheirismo afectivo e efectivo com uma outra pessoa, e das várias pessoas com quem entrei em contacto graças a estes dois factores, sempre tive sorte com elas. Basicamente, deram-me provas concretas de que não era tudo só p*tedo no "mundo gay" e que é tudo uma questão de pessoas e não de orientação sexual, como pensava e acreditava na altura, e ainda acredito.
O tempo passou e encontrei as "minhas Cristinas". E já tenho alguém com quem partilhar à vontade esta face e as minhas histórias. E a necessidade de a partilhar aqui esmorece um pouco. Há também o facto de achar que não tenho nada de especial, com grande sentido, para partilhar aqui. Mas, pensando bem, não é verdade. Tenho imensas coisas, que pelos motivos atrás parecem não ser interessantes,  para partilhar. E isto é bom. significa que tenho gente boa à minha volta. Mas eu adoro este "mundo de bloggers" e não consigo, nem quero, deixá-lo. Quero levar este blog a bom porto.
Há também um outro factor, o de me terem pedido para retirar um texto porque falava da vida dessa pessoa. Tem o direito, mas a verdade é que o texto não revelava nada e era um ditado de factos e interpretaçoes que ocorreram na minha vida. E a minha vida engloba a de outras pessoas. Mas fiquei com medo, isto é, desagradou-me o pedido.
Penso também que escrever e partilhar aqui é escrever algo que vai bater  na vida das outras pessoas, ainda que sejam histórias que me aconteçam. Mas com este segundo pensamento presente na minha mente, com este pedido, parece que ando aqui a dizer as coisas sem dizer realmente nada.
Não é o objectivo do blog nem nunca foi.
Comecei este blog e pensei: "Vou dizer as coisas, mesmo que alguém possa não gostar, vou ser sincero. Procurarei não ofender ninguém lembrado que é a minha interpretação das coisas, a maneira como eu as vejo e sinto". Mas aquele pedido esmoreceu-me. E não partilho a(s) história(s) que seria(m) interessantes para o blog porque penso: "E se a pessoa que ler não gostar de que eu tenha escrito x ou y e depois cortar relações comigo no fim de eu a conhecer, e ela a mim,  e de eu mostrar o meu blog?", "E agora que conheço alguns bloggers, se as pessoas que acompanham o meu blog não gostarem do que eu partilho, não gostarem de mim?" Afinal, estas pessoas também já fazem parte da minha vida, felizmente.
Há que ter amor próprio. E se alguém tiver de gostar de mim gostará por tudo, inclusive este blog de que me orgulho,  ainda que agora seja um blog passivo, que perdeu o tal toque. Acho que reflecte o que se passa em alguns campos (faces) da minha vida, ando uma passivona.
Portanto, vou tentar recuperar o tal toque. Tornar este blog de novo especial, dinâmico, divertido, não sei. Recuperar o tal toque que acredito que já teve. Estou a pensar começar com uma mudança de visual, mas os velhos hábitos são difíceis de perder e gosto dele assim. Simples, clean. Logo se vê.
Venho só afixar a nota de que prometo a mim mesmo que este blog melhorará e a vocês. Devo-lhe muito, devo conhecer cada um de vocês, alguns ao vivo inclusive e considero-os meus amigos com quem também partilho esta face sem ser virtualmente e apenas por intermédio deste blog. A todos vós, um grande obrigado. E devo, por tudo, uma parte daquilo que sou e faz de mim hoje.

35 comentários:

  1. Parece-me um balanço :) E por vezes, são necessárias estas paragens, para percebermos se estamos no caminho certo ou não! Continua!

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto deste teu canto e muito...

    Posso não o comentar muitas vezes, mas acredita que passo por aqui muitas vezes :)

    Espero que nunca desistas deste teu canto, mesmo que o tornes mais activo :)

    Abraço amigo e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, obrigado Francisco.

      Gosto muito que cá passes, eu também passo muitas vezes pelo teu mesmo que não o comente.

      Eu também não tenho intenções de desistir dele.

      Obrigado Francisco, um abraço e um bom resto de fim de semana

      Eliminar
  3. Haveria alguém que quando me exprimo tão negativamente me ameaçaria dar uma costa de mão e diria "get yourself together!", quem será, hmmmmmmmmmm.
    As coisas nem sempre são iguais... há piques, e despiques também, por isso andas uma passivona!lol estou a brincar.
    Isto é como aqueles outros tipos de apetites, umas vezes vão, e quando parecem estar perdidos voltam :P
    Estava a pensar se respondia aos agradecimentos ou não, resolvi que sim porque sou muito egocêntrica xD
    Sabes que não tens de me agradecer, porque mais que eu faça alguma coisa vou sempre a ficar a dever-te na mesma. Aturas-me muito :)
    E ainda vais aturar muito, verdade seja dita xD

    Beijinhos - sem tesão (ahahah)

    Ass: Haruka

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hei, eu não me estou a expressar negativamente. Estou apenas a expor xD E obviamente que esse sou eu.
      Ai, é verdade, umas vezes andamos mais passivos outras mais activos, como em tudo ;P

      Sabes que não te aturo nada, gosto de ti. mas usando a tua linguagem, espero aturar te muito sim :)

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Forever and ever, passivonas ou não xD (sou uma activa como sabes lol)
      Gosto de ti e gosto do teu blog. Mantém aquilo que tens de certo - a escrita, é sempre tua e faz parte de ti, memso que não seja para já vai sempre voltar :)

      Beijinhos

      Haruka

      Eliminar
  4. Ricardo, como eu te compreendo! Quando comecei a escrever este meu blog, tive as mesmas certezas, as mesmas decisões e mais tarde, as mesmas dúvidas, que tu descreveste tão bem neste post.

    Tal como tu, por vezes eu sinto o mesmo. Por vezes, dou por mim a pensar se hei-de continuar a escrever o blog, a pensar no que lhe aconteceu, pois sinto que perdi algo pelo caminho. Sei mais ou menos a data em que isso aconteceu, no meu...embora isso não quiera dizer que saiba como recuperar! :P

    Quanto ao escreveres e pedirem para retirares o texto porque pessoa X se sente incomodada, isso foi um erro da tua parte. Podes sempre dar outros nomes às pessoas sobre quem falares ao longo dos teus posts.

    Estares a oprimir-te por causa disso é que é errado. nós escrevemos para nos sentirmos bem, certo? Para um dia mais tarde lermos como agimos ou pensamos sobre determinada situação ou relação e podermos avaliar como as coisas evoluíram desde esse momento. O quanto crescemos e mudamos, ou talvez não.

    Tudo isso faz parte de viver e da vida.

    Isso para mim é uma das maiores vantagens de se escrever um blog. E os amigos que conseguimos fazer também. Ainda não tive o privilégio de te conhecer pessoalmente, mas espero um dia isso seja possível.

    Tenhas a face que tenhas, passivona, activona ou outra face qualquer acabada em -ona [lol!] gosto de te ler, estou a gostar de te conhecer e de fazer parte da tua vida...virtual e real! ;)

    Abraço e beijinho :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Hórus :)

      Pois eu também sei mais ou menos a data em que isso aconteceu no meu e também não sei bem como recuperar. Mas espero conseguir. E que tu também, porque mesmo que os outros não o vejam, não sintam a falta desse toque, nós sentimos, é o nosso blog.

      Eu nem de nomes falei xD

      Sim, tens toda a razão, escrevemos para nos sentirmos bem. E concordo, esse também é um dos meus objectivos no blog.

      É claro que faz :)

      Eu também espero que um dia te possa conhecer pessoalmente, aliás a todos até, sou muito cusco xD

      Hmmm não tenho mais nenhuma face acabada em -ona [lol!] e por agora não quero ter xD Oh, muito obrigado. Eu também gosto muito de te conhecer virtual e realmente e que faças parte da minha vida.

      Abraço e beijinho ^^

      Eliminar
  5. Acho que depois de algum tempo os blogues começam a perder o toque inicial, eu falo por mim. Mas um blogue é feita das nossas vivências, das nossas experiências, das pessoas que fazem parte delas e claro dos nossos leitores que começam a ser como uma família.

    Faz com que o teu blogue seja uma fénix e fá-lo renascer das cinzas, todo brilhante e glamoroso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, vou fazer Lobo. Uma fénix em bom xD

      Assim todo cheio de lantejoulas? :P

      Eliminar
  6. E que palavras bonitas escreveste.
    Bem, começo por dizer que és um dos bons amigos que fiz este ano, e isso deve-se aos blogues. Eu olho para os blogues tb como um meio para fazermos amigos e, à minha velocidade, também tento fazê-lo.
    Esse episódio do post que apagaste é lamentável, porque a tal pessoa não tinha o direito de te pedir isso, mas isso n deve afetar a tua conduta.
    Um abraço e continua por aqui sff :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha aai foram? :S Obrigado Sad :)
      Oh, obrigado, sabes que eu também te considero um dos meus bons amigos.
      Pois, mas pediu, e há também alguém do outro lado e eu aceitei.

      Um abraço Sad, e tenciono continuar ^^
      Obrigado

      Eliminar
  7. Gostei muito do que li. Percebo o que queres dizer quando te referes a incluir outras pessoas nos posts, que às vezes, inevitavelmente acontece. A mim também já me passou. Primeiro pensei em criar o blog e não dizer a ninguém do meu "entorno". Mas uma coisa levou à outra e agora tenho amigos que vêem o meu blog e às vezes tenho que pensar duas vezes antes de escrever porque tenho medo que possa escrever algo que eles não gostem/compreendam.
    Acho que, na verdade, se alguém gosta de nós tem que gostar do "pack completo" e não apenas da parte que lhes é favorável.
    Fico à espera de ver esse "toque de je ne sais quoi".
    Abraço*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado.
      Este blog, também era incógnito, ninguém que me conhecesse sabia que eu o tinha. Mas depois conheci pessoas dos blogs que ficaram como amigos, e contei às minhas "Cristinas". Sim, por vezes também penso um pouco, mas acho que a ideia para recuperar é deixar de pensar nisso.
      Concordo contigo.
      Eu espero que ele venha ^^
      Abraço *

      Eliminar
  8. Não andamos nada dramáticos...

    Fazes bem em continuar o blog rapaz. E nem é preciso mudares assim nada de especial basta que continues a escrever e com a maior frequência que te for possível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não :P

      Pois, também é uma das minhas faltas, a falta de frequência. Obrigado Francisco

      Abraço

      Eliminar
  9. Só o título me fez largar uma grande gargalhada.
    xD

    A vida torna-se menos pesada quando encontramos as nossas 'Cristinas' (ainda que não tenham os olhos rasgados).

    Foi através deste mundo blogspot que essa lacuna no meu quotidiano foi preenchida. Tais descobertas permitiram-me ultrapassar o cabo das tormentas e, consequentemente, viver mais feliz comigo mesmo. Não há Índias que valham mais do que os amigos que tenho agora!

    Se esse teu sentimento de partilha esmorece um pouco, isso significa nada mais que tens alguém que te ouve, apoia, repreende, elogia... enfim, te aceita incondicionalmente. O que é uma óptima notícia :)

    Quanto ao interesse que pões em questão, somos todos diferentes, com apetências variadas. Por isso, se a ti te interessa e agrada partilhar determinada coisa, fá-lo. Uns gostam, outros criticam; há quem não se pronuncie... tu gostas e atribuis significado a isso, and that's the thing!

    A vida é um cruzar inexorável de relações. Como bem dizes, a tua intercepta a de outras pessoas. Desde que comecei a ler o teu blog, nunca me pareceu que pusesses a identidade de alguém em causa, sem o seu consentimento. No entanto, cada um terá os seus receios, inseguranças, e caprichos. Haverá, certamente, formas de contornar esses pedidos, sem por em causa a tua liberdade de expressão. Se, posteriormente, não existem feridos nem mortos, what's the problem?

    A sinceridade é o que se quer, concordo, mas há que reestruturar o seu sentido, caso contrário dará azo a interpretações contrárias ao que tu pretendes transmitir.
    Digo isto no seguimento do teu pensamento "Vou dizer as coisas, mesmo que alguém possa não gostar, vou ser sincero. Procurarei não ofender ninguém...".
    O mundo é feito de representações, pelo que a sinceridade poderá transpor, facilmente, para o lado da ofensa.

    (se alguma vez o fizeste, não me recordo)

    Mas lá está, não andamos aqui para agradar a todas as almas.

    "E agora que conheço alguns bloggers, se as pessoas que acompanham o meu blog não gostarem do que eu partilho, não gostarem de mim?"

    Se até aqui lhes caíste no goto, porque haveria isso de mudar? Desde que continues fiel aos contornos da tua sombra, estas amizades permanecerão.


    "Portanto, vou tentar recuperar o tal toque."

    Cá para mim estás a projectar no blog aquilo que queres para ti... xD

    Menos passividade, mais actividade loool

    bom fim de semana ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha ainda bem Weasley. É também o que pretendo com o blog, ser também de humor. Aliás é como sou, penso e espero, também na minha vida extra virtual.

      É bem verdade :)

      Eu também posso dizer isso acerca dos blogs e dos bloggers, que me ajudaram, ainda que as minhas tormentas não tenham sido causadas pela minha orientação sexual, acho que sou o melhor psicólogo de mim mesmo e sempre me resolvi muito facilmente. Penso eu, vai se a ver e estou cheio de problemas e recalcamentos xD (Hope not)

      Sim é mesmo uma óptima notícia, eu sei disso e também o referi no texto, estou muito agradecido por isso :)

      And that's the thing, couldn't agree more :)

      Eu também acho que nunca coloquei a identidade de ninguém em causa e espero nunca vir a fazê-lo. Não é o meu objectivo, de todo.
      Foi a par das inseguranças dessa pessoa que aceitei retirar o post (entretanto e à luz deste post ele já disse que o podia voltar a colocar, que gosta de ler o que eu escrevo e não me quer inibir de forma alguma). O problema será estar a causar dano a essa pessoa que não gosta de ver ali a sua vida exposta, ainda que não estivesse naquele caso de forma directa. Apenas ele saberia que se tratava dele ali, mas não gostou e eu aceitei o pedido.

      Estás a esquecer-te do resto da frase, procurarei não ofender ninguém, lembrando que são os factos tais como se me apresentam. (Se quiseres envio-te o post em questão por e-maill, basta enviares-me um pedido.)
      Também espero nunca o ter feito. Ou caso o tenha feito pedido desculpas.

      É impossível agradar a gregos e a troianos.

      Sim, tens razão. Espero que sim :)

      Ai, sim, sem duvida é sempre assim. Também o disse no texto xD
      Ando cá a precisar de um toque para mim ;P

      É verdade xD

      Obrigado Weasley, um óptimo fim de semana

      Eliminar
  10. Excelente reflexão sobre a blogosfera.
    Um blog é acima de tudo, a expressão da vontade do seu actor e se este proceder de boa fé, não há que ter medo de reacções adversas.
    Continua a pautar o teu blog pelos princípios para os quais o iniciaste sem te preocupar com vozes alheias; quem não aceita que vá pregar noutra freguesia, pois aqui, no teu blog, quem manda, és tu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João.
      Concordo contigo e vou fazer isso mesmo.

      Obrigado

      Eliminar
  11. Apoiado! Confesso que o título de post me assustou... pensei "olha o outro passou-se!!" LOL
    Mas Ricardo, antes de mais, escreve para ti. E se o fizeres o teu blog será sincero... e quem te segue vai gostar. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahahaha lindo xD Passou-se em que sentido?

      Sim, e eu escrevo para mim. Mas também quero que o blog seja gostado não é? Se assim não fosse e como disse no meu primeiro post criava apenas um diário. A ideia é partilhar também. Mas concordo, escrevo para mim e se o fizer o blog será sincero e as pessoas que seguem serão as que gostam.

      Obrigado

      Eliminar
  12. não és o único que estás numa fase de reflexão. e não tens q mudar o blogue para agradar às pessoas. faz parte de ti.
    no meu caso, tb gosto de um espaço arejado, clean, sem muita poluição visual, pelo q gosto do teu blogue.
    bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso, faz também parte de mim.
      Obrigado, a mudar o visual não será nada de demasiado brusco.

      Beijos

      Eliminar
  13. Nós é que temos que agradecer a tua companhia :)

    Como tudo na vida, uns gostam, outros nem tanto, mas aqui só vem quem quiser. Não deixes que isso te perturbe.

    Grande abraço Ricardo:)

    Ps. Estou ansioso pelo regresso dos conselhos do Ti'Ricardo LOL XD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha, eu é que tenho de agradecer a vossa.

      É mesmo isso, e como tu dizes, é como em tudo na vida.

      Abraço Arrakis.

      Os conselhos do Ti'Ricardo não são assim tão fáceis. Provavelmente o próximo já será uma conversa em que respondo à questão...

      Eliminar
  14. Os meus dois mais queridos amigos gays conheci-os da blogosfera. São amigos até ao fim da vida (and beyond...).
    Sobre o teu blogue... É uma questão de equilíbrio.

    Alex
    (a&y)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha é como em tudo na vida. Equilíbrio.

      Ninguém como só carne ou só peixe. Nem se é sempre passivona ou activona xD

      Um abraço

      Eliminar
  15. Não tens de quê =p não te esqueças de fazer a transferência bancária XD lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha que piadinha xD
      Primeiro tens tu de me fazer uma transferência ;P

      Eliminar
  16. Concordo com a maior parte dos comentários... O blog faz parte de ti. Escreves sobre ti, portanto não há como fugir a certas histórias... Não o vais mudar por causa de opiniões de terceiros. Assim deixa de ser pessoal!

    Quando ao temas para escrever e ao tal toque que achas que falta, bom nem sempre há sobre o que escrever. Ou melhor, até há, pode é não ter tamanha relevância. Ainda assim não deixa de ser a tua vida!

    ResponderEliminar
  17. Concordo com a maior parte dos comentários... O blog faz parte de ti. Escreves sobre ti, portanto não há como fugir a certas histórias... Não o vais mudar por causa de opiniões de terceiros. Assim deixa de ser pessoal!

    Quando ao temas para escrever e ao tal toque que achas que falta, bom nem sempre há sobre o que escrever. Ou melhor, até há, pode é não ter tamanha relevância. Ainda assim não deixa de ser a tua vida!

    ResponderEliminar