quarta-feira, 2 de novembro de 2011

"Let It Rain

Oh Let it rain
Let it rain, ON ME"

LITERALMENTE!
Eu compreendo que a chuva é necessária mas, tem de chover torrencialmente quando eu saio de casa? Não podia só chover à noite enquanto eu estou na cama?
Saio eu de casa, todo lindo maravilhoso e fantástico, dou 5 passos no meio da rua  e começa a chover torrencialmente. Ai, Ai, Ai,  Aiaiaiai, corro, não corro que a p*ta do chapéu vira-se ao contrário, concerto-o, volto a correr... E chego à paragem de autocarro já um pouco molhado, entro dentro do autocarro e ao fechar a p*ta do chapéu corto o dedo. FUUUUU! (Agora é que me lembro que me esqueci dos lenços em casa e não posso limpar o dedo que está com sangue...)
Saio do metro, está a borranhar, abro o chapéu, corto a esquina da rua à saída do metro e volta a chover torrencialmente, pessoas a correr para um lado e para o outro, abrigo me debaixo de um café qualquer, não posso ficar ali à espera, volto a andar, mais chuva torrencial, a esta altura já pareço um pinto acabado de nascer, estou completamente encharcado da cintura para baixo. Paro nos semáforos, chove por tudo o quanto é lado, o semáforo fica verde, os carros não me dão passagem e eu continuo à chuva, ondas de água vêm embater nos meus pés já molhados, lá consigo atravessar a passadeira, volto a andar, mais chuva torrencial, volto a abrigar-me, volto a andar afinal de contas molhado por molhado já estou eu encharcado. Chego à faculdade, pessoas abrigadas na entrada, analiso o meu estado, oh fuck! Não vale a pena ficar ali, vou até ao meu departamento onde parece que tenho de passar o rio amazonas para chegar ao edifício, e eu passo visto que já tinha os pés todos molhados de qualquer das maneiras, e lá vou eu, Chlop, chlop, chlop, chego perto da sala e vejo a minha professora com a qual ia ter a segunda aula do dia, peço-lhe desculpa e digo que não vou à aula estou completamente molhado, ao que ela diz, é claro entre faltar à aula e apanhar uma hipotermia... Vou à casa de banho para limpar o dedo e não há papel. FUUUU! Começo a sentir frio, olho para mim a medo, tenho as calças completamente encharcadas, são de ganga parecem pretas, olho para os meus pés as minhas all star azuis parecem pretas, sinto os pés cheios de água, tenho as meias ensopadas, ando e ouço os meus pés a fazerem Chlop, chlop, chlop... O professor com o qual vou ter aula chega, (finalmente que estava 20 minutos atrasado e eu cheio de frio) digo bom dia, digo que não posso ficar para a sua aula ele olha para mim e diz "é claro, ainda apanha uma hipotermia", digo que queria falar com ele por causa do trabalho (o único motivo que me fez continuar a andar até à faculdade e não voltar a correr para casa, para me colocar debaixo das mantas da minha cama como uma criança que pensa que estão monstros debaixo da cama). Lá combinámos o dia.
Volto para casa, agora sim, apenas a borranhar, eu encharcado, apanho o metro, o autocarro, sempre a parecer um plintra todo molhado, e com o dedo ensanguentado (que linda figura...) entro dentro de casa, vou para a casa de banho, dispo-me e tomo um banho quente, faço uma chávena de chocolate quente, estendo a minha roupa ensopada, olho pela janela e está a fazer sol.

O meu dia está a ser bom, e o vosso?


(A foto é artistica...)

7 comentários:

  1. É só desculpas para não ires às aulas. Depois no MSN digo-te o que devias ter feito :P

    ResponderEliminar
  2. Achei piada ao "detalhe curioso" da foto ahahah

    Até já

    ResponderEliminar
  3. Vais ter de me explicar o que é "borranhar", porque não percebi em nenhuma das duas situações em que utilizaste a palavra xD

    ResponderEliminar
  4. como alguém me disse pelo MSN a gozar comigo "Borranhar é o que os velhos dizem"... Mas a mesma pessoa disse que podia dizer "chuviscar" (o que é um termo muito mais amaricado na minha opinião...) Portanto borranhar é o mesmo que chuviscar :P

    ResponderEliminar
  5. AAAAH! Agora, sim, já faz muito mais sentido :P

    ResponderEliminar