sexta-feira, 20 de maio de 2011

Aconteceu neste blog...

"Anónimo disse

Gostava de ser como tu... Sou uma daquelas pessoas que nasceu com falta de coragem estás a ver? Talvez um dia."

Fizeram este comentário num dos primeiros posts do blog o qual só vi agora.

Anónimo,
Trust me não é preciso assim tanta coragem.
Espero que consigas e que não sejas como eu (porque dois de mim não ajudaria ninguém). Aliás tu não tens de ser como ninguém só tens de ser tu e that's it.
Provavelmente não vais ler isto mas para o caso.

Okay armei-me em psicólogo. Mas de facto é assim que eu penso (e até pode ser cliché) mas se não for assim não vale a pena, para estarmos bem e sermos felizes temos de ser nós mesmos e até mesmo para pudermos estar com alguém. Até porque se fingirmos ser algo que não somos a outra pessoa vai acabar por descobrir que os enganaram. (Karma is a bitch, but only if you do bad things).
Bem, resolvi publicar isto, mesmo que o Anónimo que fez o comment não o leia mas mais vale tarde que nunca. E pode ser que ajude alguém. Nunca se sabe.

6 comentários:

  1. Este assunto é muito interessante. Acho que devemos ser nós próprios mas como diz o subtítulo do teu blog “todos temos várias faces”.

    No fim concordo contigo. Mas também compreendo perfeitamente o Anónimo. E o Woody Allen quando diz: "My only regret in life is that I am not someone else."

    ResponderEliminar
  2. Obrigado por teres me visitado

    Forte abraço

    ResponderEliminar
  3. Sim, todos temos várias faces mas são verdadeiras não devemos inventar uma para agradar a alguém.
    Bem eu também concordo com o Woody Allen mas acrescento um pouco do Fernando Pessoa, gostava de ser outra pessoa desde que tivesse consciência de que era a outra pessoa e de ser eu.

    ResponderEliminar
  4. Ora essa Francisco, bom blog.

    E obrigado eu também.

    ResponderEliminar
  5. wow subscrevo inteiramente, cliché ou não...

    ResponderEliminar