sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Eu meto-me nelas

E depois tenho de ir até ao fim, se não até parece mal... Porque é que eu me inscrevi naquelas coisas? Eu nem gosto de pessoas, nem de homens, nem quero um namorado e se calhar nem gosto de sexo. Portanto, porque é que me fui inscrever nos sites das mariquitas? Maldita época de exames...
Agora pus-me a falar com moços e alguns deles querem conhecer-me (quem não, né?). E não é que os moços tenham alguma coisa de mal para que não se possam conhecer, até são muito interessantes e engraçados (ou não falaria com eles). Mas, sei lá, não gosto disto de conhecer pessoas. Ainda menos depois de ter sido através da internet (mas também que outra forma?), parece que perde graça. E eu sou um bocado bicho do mato. Ás tantas a minha mãe é que tem razão: "parece que não foste habituado a conviver com pessoas". É que, ainda para mais, não é só um e mais que dois já é muita confusão para a minha cabeça. Já estou a imaginar o meu mês de Setembro cheio de primeiros cafés e não me agrada muito a ideia. Mas eu vou, que não sou dessas que fala com as pessoas e depois desaparece. E não é que eu não os queria conhecer, que até quero. Mas coise, não há maneira de evitar estes momentos? "Eu sei lá, menina.", como dizia a outra... E quem é que conheço primeiro? 
Nunca se sabe o que pode surgir, nunca se sabe o que pode surgir (a ver se me convenço disto). Tenho bons amigos e ter mais bons amigos torna-se complicado. E se calhar encontrar o amor é como encontrar casa. Procuramos, marcamos visitas e depois, quando menos se espera, alguém nos liga ou nos aponta uma outra casa e lá a encontrámos. Se calhar tenho mesmo de marcar visitas... Porém, eu sei lá se quero encontrar o amor! Tenho 22 anos e tanto para viver. Talvez seja melhor viver ao lado de alguém, mas e o estar sozinho e as experiências que daí advêm? Bem, sozinho já estou há muito tempo. Contudo, não há ninguém que desperte o Za Za Zu, mas também já não tenho 18 anos, se calhar já não se desperta...
É que eu vou conhecê-los ao vivo, dar o meu charme pacóvio de quem não sabe agir num primeiro encontro (ou então não, depende do dia), e depois? 


Ah, como eu sofro! Olha, se calhar fazia uma reunião, juntava-os todos ao mesmo tempo e ficava logo tudo tratado, assim, em grupinho.

19 comentários:

  1. Opa, adoro! A tua cabeça está mesmo uma confusão.
    Tu vais (e não é em grupo, se fazes favor!) e mandas esse charme todo ao ar que eles nem ligam ao resto!
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D Olha que: rir-se do mal dos outros, é mal que Deus ordena...
      Porque não? Podia fazer um meet, com a bicharada toda.
      Beijinhos Sys

      Eliminar
  2. Um first coffee assim em grupinho seria épico. Podia ser até uma experiência social!
    Eu tinha 23 no primeiro café com um gajo. Suava em bica e gaguejava, se o objectivo fosse mostrar que era um cromo, não poderia ter estado melhor à altura. Vá lá que o gajo achou piada. Infelizmente, demasiada, lol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também acho, era awesome.
      Hahahaha pois, imagina que algum me acha demasiada piada e eu não? Ainda para mais eu digo logo que não, até pela net quando estou a ver a coisa a ir para o outro lado e a mim não me interessa nada. Mas fazer isto ao vivo é pior...

      Eliminar
  3. Tenho exactamente o mesmo problema do que tu com estes conhecimentos, mas eu sou coninhas e já por causa disso evito ir a esses sites. Depois fico a queixar-me por me ver sozinho..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é. Uma chatice... Como eu te compreendo perfeitamente.
      Não se pode ter tudo, não é K?

      Eliminar
  4. fuck... estava a ler isto e pensei que tinha sido eu a escrever, não me leves a mal, não me estou a armar em pretensioso, só quer dizer que que te entendo perfeitamente e que passei por essas fases e senti-me tão baralhado quanto tu, mas não tenho qualquer conselho sábio para te dar... sorry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)
      Se passaste por esta fase, agora estás em qual?

      Abraço

      Eliminar
    2. Sei lá o caralho... Eu sou um gay estranho. Sinceramente não consigo manter uma conversa com alguém que venha desses sites porque basicamente de pois do "Olá! Tudo bem?" vem uma pergunta do género "pass ou act?" e pronto perco a pica logo ali, nem respondo... Vamos chamar-lhe Abstinência Voluntária!

      Eliminar
    3. Hahaha como eu te compreendo. Uma das perguntas que geralmente também fazem e que é péssima é: "O que procuras?" -Não procuro nada!!!
      Nessa abstinência voluntário ando eu...

      Eliminar
  5. Há já algum tempo que não tenho um first coffee com ninguém (nem lhe sinto a falta, tão pouco). De qualquer modo, o melhor é ir sem qualquer expectativas e sem medos. Se tens assunto para falar online, também "hásdes" arranjar qualquer coisa para falar in loco. Agir naturalmente é a palavra de ordem.
    Em último caso, se a coisa estiver a correr mesmo muuuuuuito mal, em que estão os dois a olhar pro fundo da chávena do café (acho que agora está na moda olhar para os telemóveis), sempre tens uma prima da tia da avó que precisa que lhe faças um recado, que a coitadinha já é velhinha.
    Não entres em parafuso com coisas simples. A vida é simples (LOL!), nós é que ligamos o complicómetro. =)
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora bem Nobody, agora é que disseste tudo :)

      Eliminar
    2. Vá, já passou 1 mês. Conta-nos como foi =P
      *modo cusco on*

      Abraço

      Eliminar
    3. Não ando nada inspirado :S

      Hugs

      Eliminar
  6. Ai que ele vai espalhar magia por uma agenda social deveras complicada!

    ResponderEliminar
  7. Calma rapaz... Vai sem grandes expectativas e sem medos...age naturalmente e o que tiver de ser será! ;)
    P.S.: Depois eu quero saber como correram... eheheh ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D Acho que não vis ter sorte Rúben, não me tenho sentido inspirado para partilhar

      Eliminar
  8. E depois logo se vê. Ah e respira. Que dramático (LOL).

    ResponderEliminar