segunda-feira, 24 de março de 2014

Claro, só a mim...

Isto só podia acontecer a mim e, claro, na presença do moço que me galou quando entrou no autocarro (coisa que não costuma acontecer). Mas, como eu não sou dessas, não lhe passei confiança nenhuma (apesar de ir deitando um olhinho).
Local - Expresso, auto-estrada, uma hora antes de chegar a Lisboa.
Tínhamos deixado a última paragem, antes de chegarmos, há uns 15 minutos e começo a sentir uma enorme vontade de ir à casa de banho para fazer xixi.
*Ai! Agora não! Não posso ir à casa de banho. Bexiga, porta-te bem. Só falta uma hora para chegar a Lisboa, está quase. Vamos sentados sem nos mexermos. Não. Não dá.* Desaperto um pouco o cinto... *Não. Não resultou. Continuo a sentir pressão na bexiga, estúpidas calças.* A vontade é cada vez maior. Mexo-me no banco. Puxo as calças para cima... Para baixo... *Não, nada de alívio.* Tiro o relógio. *Wtf!? Porque é que tirei o relógio?* Mexo-me mais um pouco no banco. *A senhora da outra fila já percebeu que algo se passa. Tira o sobretudo. Wtf? Não vou tirar o sobretudo, está frio.* A vontade é cada vez maior. *Pensa noutra coisa. Olha o barulho da chuva. Tenho de pensar noutras coisas. Olha um autocarro... Aquele camionista tem aliança, é casado... Lembras-te daquela vez que sonhaste em que te tinhas levantado para ir à casa de banho, fizeste xixi, rodaste o manípulo do lava-mãos, estavas a lavar as mãos com água quente e sentes mesmo a sensação da água quente? Pois, acordaste a fazer xixi na cama...Tenho de pensar noutras coisas. Lembraste da história que a tua mãe conta de quando tinhas 3 anos, ias no autocarro para o Luxemburgo e tiveste de fazer xixi para dentro de uma garrafa de água vazia? Ou daquela vez em que andavas na primária, ias almoçar a casa, estavas quase a chegar a casa e pensas que precisas de chegar rapidamente à tua casa de banho e fizeste um pouco de xixi nas calças, começas a correr a apertar a pilinha e fazes xixi no quintal? Poça! Não aguento uma hora até chegar a Lisboa. Não dá mesmo. E agora? Será que o autocarro tem wc? E se não tem? Não deve ter... Será que posso pedir ao motorista que pare na próxima estação de serviço? Mas e as pessoas? Isto está quase cheio. Vou aguentar. Não dá. Levanto-me e vou falar com o motorista? Sim ou não? Sim ou não? Sim... Sim ou não? Sim, tem mesmo de ser. Porra!*  Levanto-me um pouco do lugar. Sento-me. Cada vez com mais vontade. *Vou ou não? Tenho de ir! Não dá mesmo.* (Como é óbvio, tenho a mania de pedir os lugares mais atrás para me sentar). Levanto-me, atravesso o corredor do autocarro (pessoas a olhar para mim) até ao motorista. Sento-me no degrau:

Eu - Desculpe. O autocarro tem wc?
Motorista com uma Bad poker face -  Ham... Tem, mas não é para utilizar.
Eu - Pois. É que eu preciso mesmo de ir à casa de banho. E não aguento uma hora até Lisboa. Acha que pode parar na próxima estação de serviço?
Motorista - Então eu paro na próxima área de serviço... Estamos quase a chegar lá. *Aponta para a placa informativa* 2km.
Eu - Okay. Então eu vou até ao meu lugar e quando chegarmos saio. Obrigado e peço desculpa. Obrigado.

Volto para o lugar, mais pessoas a olhar para mim. Coloco o relógio. Viramos para a estação de serviço e ouço um senhor atrás de mim: "Então!? Vamos parar?" A minha reacção:

 

Chegamos, motorista pára, e agora só posso imaginar a minha figura perante as pessoas dentro do autocarro. Saio a apertar o sobretudo contra mim, por causa da chuva, as abas do casaco a esvoaçar atrás de mim, toda gente a olhar para mim, certamente.
*Corre* Corro. *Não, não dá para correr, tenho mesmo muito xixi* Abrando. *Corre, há pessoas à espera* Corro, a atravessar a "relva" da estação de serviço *Não, não dá para correr. Então anda de forma acelerada* Dou três passos rápidos. *Não, não dá* Ando. Vejo a porta de entrada *E se esta m*rda agora está fechada, o que é que eu faço???* Puxo a porta, está aberta. *Ufff!* Chega ao wc e faço um xixi enorme. Mesmo enorme. *Ah, que alívio. E agora tenho de voltar. Se calhar o autocarro já partiu sem mim. Havia de ser lindo.* Corro. Certamente nova figurinha linda. Sinto toda a gente a olhar para mim. Entro no autocarro *Não cores, não cores...!* Sento-me. A moça que vai à minha frente, que conheço de vista, pergunta-me simpaticamente: "Então, está tudo bem?" *Põe-te lívido; joga-te no chão; desmaia; vomita, melhor ainda, vomita sangue* Sorrio :) "Sim, está. Obrigado. :)" A moça vira-se para a frente...

 

Passei o resto da viagem, tão, mas tão aliviado. Juro que até sentia um alívio no fundo da coluna. E só pensava *Que vergonha. Que vergonha. Isto só a mim, claro. O que é que as pessoas estarão a pensar? O que vale é que metade das pessoas são idosas e devem perceber a situação... O que vale é que ninguém me conhece. Que vergonha... Vá, faz de conta que não é nada contigo*...

Legenda: *(Pensamentos)*

33 comentários:

  1. Respostas
    1. Hahaha é para que vejas como eu não estava xD

      Eliminar
  2. Não costumo ficar atrapalhado e até aguento muito. Mas agora fiquei mesmo mesmo à rasca. Ufa! Antes de comentar fui fazer xixi :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahaha credo, tive mesmo esse efeito? Felizmente estavas em casa com o wc disponível... :)

      Eliminar
  3. delicioso, delicioso :p (ok, não é comigo, se fosse, também estaria assim. vá, pelo menos, apenas verteste águas :D)
    eu quando faço viagens longas de autocarro, não bebo água uma hora antes da viagem. é terrível, morro de sede, e fico aliviada quando pára em Leiria e lá vou ao quarto-de-banho. depois, quando chego ao destino, e até chegar a casa, é apertar a barriga. eu aguento imenso, mas quando faço pareço o miúdo mijão de bruxelas... e é como dizes, um alívio enorme quando esvaziamos a dita.
    bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, pelo menos verti águas e o alívio foi imenso. :D
      Pois, mas eu apenas tinha bebido apenas o leite da manhã, não sei o que se passou...
      Beijos Margarida :)

      Eliminar
  4. Não ligues ao que as pessoas pensam. Já sabes, quando a natureza chama....tens de responder ao chamamento. XD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha e acabei por não ligar... Ninguém me conhece ou reconhecerá xD Pois, e eu tive mesmo de responder. Olha eu a fazer xixi pelas pernas a baixo?

      Eliminar
  5. ahahahha ooohhhh páaaa vejo-me perfeitamente nessa situação...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahaha espero que não te aconteça como a mim xD

      Eliminar
  6. Bastante descritivo o momento, amei os detalhes de pensamento e discussão interior. WC no bus e não podes usar, essa é boa!! Ao menos não rebentas-te no bus...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha esmerei-me. Pois, ainda bem. Olha se não tenho aguentado ou se o motorista, para além de não poder usar o wc, não pode parar na estação de serviço?

      Eliminar
  7. AHAHAHAHAHHHH xD
    Não tinhas uma garrafinha á mão? xD Deus nosso sinhor sabe as vezes que eu recorri à amiga garrafa.
    Podia ser pior e ser diarreia explosiva, já pensaste?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não tinha. Não leste a minha história dos três anos? Cheguei também a pensar que se alguém tivesse um garrafão de 5 litros eu poderia usar xD
      Pensei nisso também. Daí dizer logo no início que era vontade de fazer xixi. Se fosse diarreia não havia discussão. E morreria de vergonha...

      Eliminar
    2. A unica vez que me aconteceu semelhante relativamente a fazer o nº2, foi uma vez qualquer a caminho do mercado regional. uma bela vergonha, foi o que foi xD

      Eliminar
    3. Hahaha relativamente a número 2 nunca me aconteceu... Mas nessa tua história acabou tudo em bem ou nem por isso? xD

      Eliminar
    4. digamos que "graças a Deus pelos lenços do lidl e por um descampado cheio de arvoredo"ahah

      Eliminar
    5. Hahahahahahahahaha coitadinho xD Que horror :D

      Eliminar
  8. haha coitado, é horrível quando esse tipo de situações acontece xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :P Pois é. Estava mesmo aflito e tanto que pensava nos wc de casa...

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Hahahaha imagino, as corridinhas até chegar a casa xD

      Eliminar
  10. Isto acontece-me tanto quando viajo de metro entre o Porto e a terrinha onde vivo! Verdadeiro pesadelo! xD
    Tudo acabou bem, felizmente! ^^

    Abraço :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo horrível João...
      Sim, tudo acabou bem. E ainda bem que fui pedir ao motorista, teria sido vergonha maior fazer xixi nas calças xD

      Abraço ^^

      Eliminar
  11. lllllllllloooolllllllllllllllll O que as pessoas fazem para dizerem que têm uma bexiga grande LOLOLOLOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha achas? Neste caso mostro que é claramente pequena... xD

      Eliminar
  12. Apanhas-te um motorista prestável, apesar de tudo... Eu acho que consigo aguentar, mas estou como a Margarida, não posso beber água, e eu passo a vida a beber água, e depois sofro imenso com a situação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apanhei sim. O senhor motorista foi simpático.
      Hahahaha é um horror sofrer com este tipo de situação xD

      Eliminar
  13. Opah, Ricardo.
    O que eu tenho andado a perder aqui neste blogue...
    Adorei esta tragédia alheia.

    E não me contas nada, cabrão!

    Já disse que adorei?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que adorou a tragédia alheia xD Obrigado...

      Conhecemo-nos caro AM? Suponho que não, portanto não tinha como contar. Aproveita o blog e espero que continues a gostar :)

      Eliminar
  14. Escusado será dizer que ri do principio ao fim a imaginar a cena! lol

    ResponderEliminar