sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Quintas à noite

Ontem lá decidi ir a um jantar de curso. Não sou muito dado a essas coisas porque já sei que vai ser aborrecido, visto que, se formam sempre grupos nesses jantares e à última hora imensa gente acaba por não ir (o que foi o caso) e porque as pessoas com quem me dou mais do curso não iam. Mas, numa ideia do género: é melhor ir do que ficar mais uma vez em casa a jantar sozinho (tendo em conta que a minha amiga de infância/companheira de casa e vizinha lá da aldeia, já tinha voltado para casa ) e até pode ser que me divirta. E lá fui eu (depois de ter experimentado umas quantas t-shirts, camisas e casacos diferentes [Sim! Já sei... Já sei... Pior que as gajas, mas uma pessoa quer sempre estar no seu melhor não é?])
O jantar até foi animado e tal (nada de transcendente, mas pronto, se calhar só seu eu que não acho muita piada aquele género de coisas, e as pessoas, apesar de simpáticas, não são das que me atraem mais para uma saída...). Ou melhor, nunca estamos bem como estamos (já dizia o outro "só estou bem aonde eu não estou, porque eu só quero ir aonde eu não vou...").
Do que eu estou a precisar é de amigos gay, fazer coisas mais divertidas, parece que os meus amigos são sempre os mesmos, que as pessoas são sempre as mesmas. E verdade seja dita eu não tenho amigos gay a não ser só por messenger (e que tristeza essa, não?) E verdade seja dita, também, um grupo de amigos como nós (não que ser gay me defina a mim ou a alguém, but you get the point) é sempre algo que se deve ter, não concordam?
Sim acho que preciso disso, e de um namorado, que passe as noites comigo em casa a ver filmes e séries (...e a fazer outras coisas...) que me abrace e diga que tudo vai correr bem, que não preciso de estar assim tão desanimado (apesar de estar sempre alegre e a brincar com tudo), que vou fazer o meu curso com as notas que quero (o que até agora não foi o caso --º ), que me dê na cabeça para me aplicar mais, mas acima de tudo que goste de mim e esteja sempre lá quando eu precisar de um abraço que eu farei o mesmo, prometo!

12 comentários:

  1. Eu também nunca vou a jantares de curso nem de faculdade (por falar nisso, acho que hoje há um). Normalmente o meu grupo vai, mas representam uma amostra muito pequena da população e eu não gosto de me sentir um estranho no meio de tanta gente. Além disso, nunca gostei de aglomerados de estudantes universitários porque há uma grande tendência para o consumo de bebidas alcoólicas, o que me deixa bastante incomodado ao ver aquela cambada toda bêbada.

    Os amigos homossexuais que conheço são também pelo msn e desejo muitas vezes que não tivesse de ser assim, mas não há muito que possa fazer.

    Vê lá é se com um namorado não te distrais mas é e em vez de te aplicares nos estudos, aplicas-te noutras coisas :P

    ResponderEliminar
  2. Então e a ideia de quebrares o teu circulo?
    Eu já que comecei, mais ou menos...

    Sim também não gosto disso eu fui ao jantar e não bebi álcool e pelo menos até eu me vir embora não estava ninguém bêbado o que é uma mais valia...

    Por isso é que eu disse que o namorado ia ter de me dar na cabeça para eu me aplicar mais xD

    ResponderEliminar
  3. =)
    Gostei especialmente disto: "Sim acho que preciso disso, e de um namorado, que passe as noites comigo em casa a ver filmes e séries (...e a fazer outras coisas...) que me abrace e diga que tudo vai correr bem, que não preciso de estar assim tão desanimado (apesar de estar sempre alegre e a brincar com tudo), que vou fazer o meu curso com as notas que quero (o que até agora não foi o caso --º ), que me dê na cabeça para me aplicar mais, mas acima de tudo que goste de mim e esteja sempre lá quando eu precisar de um abraço que eu farei o mesmo, prometo!"

    I feel the same way...

    ResponderEliminar
  4. Também não acho nenhuma piada a jantares de curso --'
    E percebo-te quanto a precisar de amigos gay que não sejam virtuais x)

    E boa sorte nisso do namorado !

    ResponderEliminar
  5. Eu também já comecei a quebrar o meu ciclo, mas meter-me numa festa daquelas ainda é muito cedo. Mas vai haver outra e já comecei a ponderar ir (decisões destas requerem um período de meditação).

    O teu namorado pode também não ser suficientemente forte para te obrigar a aplicares-te mais na faculdade porque vai estar mais focado em ti xD

    ResponderEliminar
  6. Miguel- Já se sabe, grandes mentes pensam o mesmo :)

    Gil- Obrigado ;)

    K.- haha eu compreendo que precisem de meditação...
    Espero que ele tenha essa capacidade porque se fosse/ou se for ao contrário eu teria xD

    ResponderEliminar
  7. Ah, e K. ainda bem que começaste a quebrar o teu circulo ^^

    ResponderEliminar
  8. :D E ainda bem que tu também começaste. Não posso ficar atrás de ti :P

    ResponderEliminar
  9. xD É melhor não transformarmos isto numa competição...

    ResponderEliminar
  10. Francisco - Deus Olimpo2 de outubro de 2011 às 16:07

    Ricardo,
    É normal pensares isso, porque quando eu entrei para a faculdade, sempre achei os jantares uma seca...
    Depois quando começei a trabalhar, começei a detestar os jantares de empresa,
    Quando tive namorados, começei a cansar-me de alguns jantares... lol

    Claro que nem tudo cansa, nem tudo é uma seca. Já contei num post que foi num jantar de empresa que conheci um namorado que adorei.

    Os jantares servem mesmo para isso, para as pessoas se conhecerem e poderem "travar" amizades ou algo mais, para um dia poderem verem os tais filmes enrolados numa manta de pastor(vem aí o Inverno) e dizer a dita frase:"Eu farei o mesmo" Prometo...

    Cock Robin - The Promise You Made

    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Francisco - Deus Olimpo2 de outubro de 2011 às 16:10

    Cock Robin - The Promise You Made

    ResponderEliminar
  12. Francisco, se estiverem as duas pessoas enroladas numa manta não é necessário uma manta tão grossa xD

    Obrigado pela tua visita,
    Abraço

    ResponderEliminar