quinta-feira, 28 de julho de 2011

cadê você?

Como o meia noite e um quarto perguntou - Cadê você?
Voltei.

Apesar de ter estado a seguir os vossos blogs não tenho postado, isto porque, não tenho muito a dizer. Mas como quem não sabe inventa vou falar do festival:
Ora então, vi todas as bandas que queria ir ver e mais algumas e fiquei bastante agradado tirando a porcaria do pó (até nos dentes sentia pó).

No primeiro dia Sean Riley e The walkmen foram bons concertos, apesar de o público não ter ajudado muito. Fiquei bastante surpreso e agradado com o concerto dos The Kooks, eu gosto da banda, já estava a espera que o concerto fosse bom não estava era a espera da reacção do público que foi bastante positiva e foram bastante animadores (pensei que as pessoas fossem reagir de uma forma EWWW nojo!! tendo em conta que a banda é um pouco comercial, rock pop.)
E depois O concerto do dia (para mim) a Lykkita (Lykke Li para quem não é amigo íntimo dela) saio eu (lindo e maravilhoso, cheio de pó) do concerto dos the kooks a atravessar um mar de gente, vou jantar, e qual não é o meu espanto quando consigo chegar lá a frente para ver o concerto? E o concerto foi awesome. O que me enerva são as pessoas que se armam em carapau de corrida, chegam a meio do concerto e furam as filas para irem para perto das grades (mas não há ninguém que lhes dê um sopapo?)
No segundo dia fiquei eu na trave (depois de ter corrido mal abriram o recinto e de ter saltado à matrix por cima de um rapaz que caiu, mentira não saltei à matrix mas houve um rapaz que caiu efectivamente) gostei de Noiserv, que não conhecia, e depois, OS Arcade Fire que foi um show e tanto e o público estava ao rubro.
No último dia queria ver The Strokes e vi, não vi lá à frente, infelizmente, mas estive num bom lugar que me permitiu ver todos os concertos de uma forma clara (resolvi usar os meus dotes de figura pública e fui para a área vip. Não, estou a brincar, não sou nenhuma figura a pública, fiquei foi nas grades laterais que dividiam o recinto ao meio.)

Agora uma coisa que me irrita, estão todos os bloggers a falar dos moços musculados, bronzeados e todos definidos com a cintura a acabar em V (isso a propósito é uma parte que, digamos, gosto bastante de ver num homem) mas será possível que só eu é que vi os camafeus todos com barrigas enormes, pêlos no corpo (nas costas e nos ombros EWWWW nojo!!!) a passearem-se por ali? Devo ter feito muito mal noutra vida, tenho um Karma, Deus me livre.

8 comentários:

  1. Isso foi Super Bock Super Rock né? Estava a ver quando falavas no nome que eu queria mesmo muito ver, Brandon Flowers:-) Gosto muito do Flamingo. Quando fui ao SBSR foi no Estádio do Restelo, não houve pó pa ninguém, mas houve muito calor, apanhei uma insolação mas estava feliz da vida, tb vi The Walkmen na altura.

    00:15

    ResponderEliminar
  2. Sim, foi no Super Bock Super Rock.
    Não falei porque o post já estava a ficar grande. Eu prefiro os The Killers que também vi no Estádio do Restelo e os Walkmen (onde o público já ajudou mais a banda). O concerto do Brandon também foi bom, apresentou os temas principais do Flamingo e também algumas músicas dos The Killers. Eu no último dia gostei de tudo :D

    ResponderEliminar
  3. Se me visses já não estavas traumatizado =)
    abr

    ResponderEliminar
  4. Haha, eu acredito, se tu o dizes xD

    Só tens de te mostrar então.

    Abraço Miguel

    ResponderEliminar
  5. Eu pela TV só vi moços giros. Tavas mesmo com azar então :P

    ResponderEliminar
  6. É o que eu digo tenho um karma negro.

    ResponderEliminar
  7. Tou com o Miguel, se nos tivesses convidado irias com dois gajos giros :)

    Abraço (deus caido do olimpo)
    Francisco

    ResponderEliminar
  8. Não deveria ser preciso convida-los. Deveriam ter se oferecido logo para me fazerem companhia e pouparem-me aos tramas.
    E dois gajos giros a acompanhar-me ate iria parecer mal. xD J.K.

    Abraço.

    ResponderEliminar