sábado, 1 de setembro de 2012

Já me disseram

«Não és uma bicha como as outras.»


... Sempre soube que era especial

17 comentários:

  1. Como já alguém dizia: "Suas bichaaas!"

    lololol

    ResponderEliminar
  2. Não gosto de bichas, ou seja, homossexuais tipo José Castelo Branco. Nem percebo como os gays não se importam que lhe chamem bichas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A falar a verdade eu também não gosto. Isto é, não lhes desejo mal nenhum, não espero a sua exterminação, nem tenho nada contra as pessoas que sejam felizes assim. É a vida delas e há que respeitar e o que importa é as pessoas. Tenho basicamente uma atitude de "se fores bom para mim também serei bom para ti". Mas não gosto, é como ir na rua e ver alguém com umas calças amarelas e um crucifixo que brilham no escuro, não gosto! Não gosto de amarelo e andar com isso ao pescoço é feio, é piroso, é não, simplesmente não... Se tenho algo contra alguém que usa calças amarelas e um crucifixo desses ao pescoço? Não... Quer dizer, são certamente azeiteiros... Há coisas que a certos níveis não funcionam, como quando alguém cospe para o chão, acho que serve para o exemplo, há coisas de que não gostamos mas que não desejamos mal, eu pelo menos acho que funciono assim.
      Bem, quanto ao resto penso que será uma daquelas coisas do género, os "nihgas" podem chamar aos outros "nihgas", mas ai de um branco que chame "nihga" é logo racista (esta palavra mexe-me com os nervos)... Ou como as loiras poderem contar piadas de loiras sem serem ofensivas umas para as outras, mas se uma morena ou um homem contar é logo o maior drama de inveja e ódio.
      No fundo o que importa é a pessoa e o quão a vontade estás, (como as amigas chamarem "p*ta", uma à outra sem se levarem a mal, mas chamas isso a alguém e é, obviamente, pejorativo) Há também a questão da confiança em ti, como alguém te chamar feio sabes que não és e pronto. Portanto estou à vontade para que quem me disse isso o diga, é meu amigo e estou confiante com o que sou, não lhe levei a mal.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. E como são essas? xD

      Felizmente eu sou uma contemporânea... :P

      Eliminar
    2. São as dos nosso tempos. Já não se fazem bixas como antigamente ahahahaha. Brincadeira

      Eliminar
    3. Tens aqui um vídeo! xD

      http://youtu.be/9BNw7LtcMIw

      Abraço :333

      Eliminar
    4. Nonsense, não as bichas do nosso tempo (nós) são contemporâneas. As modernas já passaram, são antigas :P

      Hórus, hahaha bem me parecia que era algo do Estado de Graça. Obrigado Hórus ;P

      Abraço ^^

      Eliminar
  4. Eu não faço distinção entre bichas e não bichas. Bichos somos somos. A única distinção que faço e que me leva a aproximar ou a afastar das pessoas é o bom ou mau coração de cada um. E mesmo sobre isso, começo a duvidar da minha distinção, visto que acredito, cada vez mais, que somos todos boas pessoas, apenas uns se esqueceram disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aqui está, concordo contigo. Assim é que tem de ser.

      Eliminar